Quantos cristãos estão na Terra Santa

Constantemente surgem estimativas de quantos cristãos estão na Terra Santa. Os cristãos são entre 2 a 3% do total da população da Terra Santa de hoje (mais de 2% em Israel e Jordânia e menos de 2% na Palestina). Isto constitui uma importante diminuição da sua proporção da população desde 1948.

No Reino Hashemita da Jordânia há:

– Cerca de 250.000 cidadãos cristãos, que são jordanianos e árabes palestinos,

– Dezenas de milhares de trabalhadores migrantes cristãos da Ásia e da África,

– Milhares de cristãos entre os refugiados da Síria e do Iraque.

No Estado de Israel há:

– Cerca de 120.000 a 130.000 cidadãos cristãos que são árabes palestinos,

– Cerca de 30.000 a 40.000 cristãos estão integrados na comunidade de língua hebraica em Israel , sendo a maioria de origem russa.

– Cerca de 150.000 migrantes cristãos (105.000 trabalhadores migrantes das Filipinas, Índia, Sri Lanka, Nigéria, Gana, América Latina e Europa Oriental) e cerca de 45.000 requerentes de asilo africanos da Eritreia.

Na Autonomia Palestina (e Jerusalém Oriental) há:

– Cerca de 50.000 cristãos, quase todos árabes palestinos (cerca de 38.000 na Cisjordânia, cerca de 10.000 em Jerusalém e cerca de 2.000 na Faixa de Gaza).

Os cristãos constituíam mais que 10 % da população antes de 1948. A mudança dramática deste número ocorreu depois de 1948 e deveu-se ao enorme aumento do número de judeus e a saída de muitos refugiados palestinos, incluindo cristãos. A emigração continuada dos árabes cristãos da Terra Santa e da diminuição do número de filhos por família dentro da comunidade árabe cristã concorrem para a diminuição da representação proporcional dos cristãos na população em geral, o que é uma preocupação permanente.

Apenas cerca de 20 % dos palestinos cristãos vivem em sua pátria histórica hoje e o resto vive na diáspora.