Escolas Católicas na Terra Santa

Dentre diversas instituições administradas pela Igreja Católica na Terra Santa, 118 são escolas que visam promover o bem de todos. O nível de ensino é excelente e por isso, é motivo de grande orgulho.

Temos 46 Escolas Católicas na Jordânia:

23 administradas pelo Patriarcado Latino de Jerusalém;

11 sob a responsabilidade da Arquieparquia Greco Católica da Jordânia;

01 administrada pela Custódia Franciscana da Terra Santa;

03 dirigidas por congregações religiosas masculinas;

08 dirigidas por congregações religiosas femininas.

 

São 40 Escolas Católicas na Palestina:

12 administradas pelo Patriarcado Latino de Jerusalém;

06 administradas pela Custódia Franciscana da Terra Santa;

03 administradas pelo Patriarcado Greco Católico de Jerusalém;

01 administrada pelo Exarcado Patriarcal Sírio Católico;

03 dirigidas por congregações religiosas masculinas;

15 dirigidas por congregações religiosas femininas.

 

E ainda, 32 Escolas Católicas em Israel:

06 administradas pela Arquieparquia Greca Católica na Galiléia;

05 administradas pelo Patriarcado Latino de Jerusalém;

05 administradas pela Custódia Franciscana da Terra Santa;

01 administrada pela Arquieparquia Maronita de Haifa;

03 dirigidas pelas congregações religiosas masculinas;

12 dirigidas pelas congregações religiosas femininas.

 

Além das escolas citadas acima, a Igreja administra “Escolas Especializadas”, sendo seis unidades  de ensino dedicado aos órfãos e abandonados com necessidades especiais. Elas estão localizadas na Palestina (04 unidades), em Israel (01 unidade) e Jordânia (01 unidade) e são dirigidas por congregações religiosas femininas. Outras cinco unidades se dedicam às crianças portadoras de necessidades especiais. São dirigidas por congregações religiosas femininas e masculinas e estão presentes em Israel (04 unidades) e Palestina (02 unidades).

 

Em todas as Escolas Católicas na Terra Santa, cristãos e muçulmanos, estudam e trabalham juntos. Nas escolas localizadas em Israel, além de cristãos e muçulmanos, temos  alunos e funcionários judeus.

 

Em todos os países que estão presentes, as Escolas Católicas estão entre as melhores.