Papa Francisco sobre o Diálogo com os Ortodoxos

Em sua recente entrevista no jornal Corriere della Sera, publicada no dia 5 de março de 2014, o Papa Francisco fala sobre o Diálogo com os Ortodoxos sob a luz de sua peregrinação que se aproxima a Terra Santa.

Pergunta: A próxima viagem à Terra Santa levará a um acordo de intercomunhão com os ortodoxos que Paulo VI há 50 anos, quase tinha chegado a firmar com Atenágoras?

Santo Padre: Estamos todos impacientes sobre a obtenção de resultados “selados”. Mas o caminho da unidade com os ortodoxos significa acima de tudo caminhar e trabalhar juntos. Em Buenos Aires, nos cursos de catequese, vinham diversos ortodoxos. Eu passava o Natal e o dia 6 de janeiro junto com os seus bispos, que às vezes pediam também conselho aos nossos escritórios diocesanos. Eu não sei se a história é verdade que Atenágoras disse o Papa Paulo VI que ele propôs que eles andam juntos e enviar todos os teólogos a uma ilha para discutir entre si. É uma piada, mas é importante que andamos juntos. A teologia ortodoxa é muito rica e eu acredito que eles têm, neste momento, grandes teólogos.  Sua visão da Igreja e colegialidade é maravilhosa.

Leia a entrevista na íntegra em português através do link:

http://www.ihu.unisinos.br/noticias/528880-o-meu-primeiro-ano-como-papa-entrevista-com-o-papa-francisco