ENCONTRO COM AS CRIANÇAS DO CAMPO DE REFUGIADOS DE DHEISHEH, AIDA E BEIT JIBRIN

ENCONTRO COM AS CRIANÇAS DO CAMPO DE REFUGIADOS
DE DHEISHEH, AIDA E BEIT JIBRIN

SAUDAÇÃO DO SANTO PADRE

Phoenix Center do Campo de Refugiados de Dheisheh, Belém
Domingo, 25 de Maio de 2014

 

Papa:

Antes de mais nada, uma saudação para todos vós. Desejo-vos que estejais bem de saúde, que a família esteja bem e que vós estejais bem. Estou muito contente por visitar-vos e vejo que tendes muitas coisas no coração. Queira o bom Deus conceder-vos tudo o que desejais. Disseram-me que quereis cantar, é verdade?

 

Criança:

Querido Papa Francisco, somos os filhos da Palestina. Desde há 66 anos que os nossos pais sofrem a ocupação. Abrimos os nossos olhos sob esta ocupação e vimos a nakba nos olhos dos nossos avós, quando deixaram este mundo. Queremos dizer ao mundo: basta de sofrimentos e humilhações!

Papa:

Agradeço os cânticos, muito lindos! Cantais muito bem. E agradeço as palavras que tu me disseste em nome de todos. Agradeço o presente, é muito significativo! Eu li o que estava escrito ali nos cartazes: percebi os que estavam escritos em inglês e o Padre traduziu-me os que estavam em árabe. Compreendo o que me estais a dizer, a mensagem que me estais a dar. Nunca deixeis que o passado vos determine a vida. Olhai sempre para diante. Trabalhai e lutai para conseguir as coisas que vós quereis. Mas estai certos de uma coisa! A violência não se vence com a violência. A violência vence-se com a paz; com a paz, com o trabalho, com a dignidade de fazer progredir a pátria. Muito obrigado pela vossa recepção! Peço a Deus que vos abençoe! E, a vós, peço que rezeis por mim! Muito obrigado!